Pesquise no FashionBoudoir

Sonhos que a gente tem!

       
     Eu nunca me senti uma mulher como as outras. Por exemplo, não sou muito fã de maquiagem, gosto de ser prática. Odeio falar sobre crianças, empregadas e liquidações. Me sinto esquisita à beça usando um lencinho amarrado no pescoço. Mas segui todos os mandamentos de uma boa menina: brinquei de boneca, tive medo de escuro... Ás vezes penso como um homem mas sou feminina no sentir. Sou teimosa e um verdadeiro desastre na cozinha. Peça para eu arrumar uma cama e estrague o meu dia.
         Hoje me deu uma vontade louca de falar sobre CASAMENTO. Não sei se é pela vontade e desejo ou por querer expressar minha opinião. Desde pequena eu detestava a idéia de me casar de branco, de véu bem comprido, marcha nupcial e entrando na igreja... Eu dizia para minha mãe com toda convicção que eu queria casar como nos filmes, num ambiente externo, num campo, em um jardim... Minha mãe sempre ficava quieta! A verdade é que quanto mais eu cresci mais amadureci...
       Quando completei 15 anos meu sonho não era uma festa, era uma viagem ou qualquer outra coisa. Mas meu pai fazia questão dessa festa, minha mãe dizia que 15 anos é só uma vez e que eu teria a vida inteira pela frente para viajar. E então, seguindo os bons costumes, ganhei uma linda festa de 15 anos com direito a homenagens, dois vestidos (Inclusive um de princesa! Lindo lindo lindo..), flores, valsas, fotos, brinde, adereços nos amigos e tudo mais... Seria hipocrisia da minha parte dizer que eu não estava feliz naquele dia ou com os preparativos. Eu estava feliz e naquela noite meu sorriso estava radiante! Mas.. Como já falei, isso não era o que eu queria.
          E acredito que foi depois disso que meu desejo por entrar na igreja diminui ainda mais. É difícil dizer pois a maioria das mulheres quase morrem de desejo por entrar na igreja, mas definitivamente eu não dou a mínima para essa idéia.. Eu sonho sim, em conhecer alguém bem bacana, em me casar, em ter filhos, uma casa, em um beijo daqueles de cinema..  Quero conhecer alguém bacana que um dia me peça em casamento, mas nada de vestido, veú... Sempre pensei em uma cerimônia simples somente para os familiares e poucos amigos.. Sem ser na igreja, com marcha nupcial e blábláblá!
         E eu acho que este é meu maior erro: não seguir as regras. Mas eu não consigo me ver toda de branco com um vestido rodado, pisando por um tapete vermelho.. Talvez eu tenha perdido o encantamento dessa minha ideia após minha festa de 15 anos, quando você percebe que não é isso nem um vestido lindo que te faz sentir a pessoa mais feliz do mundo. Enfim,  cada pessoa tece a sua própria versão dos fatos. Cada um  de nós tem uma maneira particular de perceber as coisas, e há diversos graus de intensidade no sentir... Ultimamente eu tenho tido vontade de contar pra vocês coisas mais banais. Tenho tanto falado mais de amor, paixão, solidão, felicidade...
          Mas... O dia de amanhã é uma incógnita. Podemos estar solteiras ainda, ter casado, estar cuidando da própria casa, podemos saber até que vai chover, pois os meteorologistas fizeram progressos. Ainda assim, sempre haverá a hipótese de sermos surpreendidas por nós mesmos.. E enquanto eu estiver em movimento dentro do tempo em que me foi dado viver, nenhuma idéia ou vivência poderá ser conclusiva.  

Alguns trechos do texto acima foram retirados do livro Divã de Martha Medeiros.





...Que o amor encontre a gente!


  

2 comentários:

Thaís Araújo

Que texto lindo!
As fotos também, lindissimas..

Beijos.
www.consumisse.blogspot.com
@thaharaujo

Sônia Ribeiro

amei francesinha...mas q vc ficaria lindíssima de noiva ahhh ficaria...um espetáculo!!!!Eu vivi este momento,confesso q é impar..inesquecível,embora tbém não pensasse em faze-lo mas o tal do noivo heheh, fez questão visse?! e td valeu muito,muito a experiência.